Motorista de carro de luxo dirigia bêbado e em alta velocidade quando matou vigilante que ia para o trabalho, conclui polícia

  • 10/07/2024
(Foto: Reprodução)
Clenilton Lemes Correia, de 38 anos, morreu após um carro de luxo atropelar a moto que ele dirigia na GO-020. Antônio Scelzi Netto, de 25 anos, fugiu sem prestar socorro. Antonio Netto, suspeito de atropelar e matar vigilante em rodovia de Goiânia, Goiás Reprodução/TV Anhanguera O motorista Antônio Scelzi Netto, de 25 anos, dirigia bêbado e em alta velocidade quando atropelou e matou o vigilante Clenilton Lemes Correia, de 38 anos, na GO-020, em Goiânia, concluiu a Polícia Civil (PC). A vítima foi arrastada por mais de 200 metros quando ia para o trabalho. ✅ Clique e siga o canal do g1 GO no WhatsApp Em nota, a defesa de Antônio disse que não teve acesso ao relatório policial, não soube os fundamentos científicos usados e que o motorista não foi ouvido. Segundo a delegada Ana Claudia Stoffel, responsável pelo caso, ele foi indiciado por homicídio doloso e embriaguez ao volante. LEIA TAMBÉM: Veja quem é o motorista de carro de luxo suspeito de matar vigilante atropelado quando vítima ia para o trabalho Veja quem era o vigilante que morreu após ser atropelado e arrastado por motorista de carro de luxo Veja o que se sabe sobre acidente com carro de luxo que matou vigilante a caminho do trabalho Vigilante morre após ser atropelado e arrastado por carro de luxo, diz PM Sobre a embriaguez do motorista, além do laudo que comprovou que havia álcool no sangue de Antônio, a delegada afirmou que traçou os locais onde ele esteve antes do acidente. Segundo Stoffel, o empresário foi a vários pubs e, inclusive, um vídeo mostra ele bebendo em um dos locais. "O código de trânsito é muito tranquilo em dizer que não há necessidade de que seja feito o bafômetro ou exame clínico para comprovação de embriaguez. O inquérito traz essas provas através de imagens e análises dos relatórios, assim como das comandas", explica a delegada. Vídeo mostra suspeito de atropelar e matar vigilante bebendo antes de acidente Sobre a alta velocidade, apesar de não ter sido possível concluir a velocidade exata que estava o carro, a perita criminal Gyzeli Cristina Xavier explica que o motorista estava em alta velocidade e tinha boa visibilidade da rodovia, que estava devidamente iluminada. "A análise da velocidade tem um parâmetro mínimo e máximo, ela é residual e aponta com muita segurança que ele transitava numa velocidade acima da velocidade da via no momento do impacto. Ele tinha uma boa visualização e a moto também tinha condições de sinalização", afirmou. Liberdade Antônio foi preso horas após o crime, mas passou por audiência de custódia no dia 11 de junho e foi solto. A decisão levou em consideração o fato dele ter residência fixa, emprego e ser réu primário. Apesar disso, o motorista terá que cumprir algumas restrições e obrigações, como: Comparecer a todos os atos processuais para os quais for intimado; Manter o endereço de sua residência sempre atualizado na Justiça; Permanecer em casa após as 21h no dias úteis; Ficar em casa o dia inteiro aos sábados, domingos e feriados. Clenilton Lemes Correia morreu após ser atropelado e arrastado por um carro de luxo, na GO-020, em Goiânia, Goiás Arquivo pessoal/Weslliane Alves Atropelamento O acidente aconteceu por volta das 5h40 do dia 9 de junho, na GO-020, no Alphaville Flamboyant. Segundo a Polícia Militar (PM), a placa do carro se desprendeu e ficou na rodovia, o que ajudou a localizar o motorista. A placa da moto de Clenilton ficou presa ao para-choque do carro. Antônio fugiu sem prestar socorro. Outra pessoa que passava pela rodovia parou para ajudar o motociclista. Em depoimento à Polícia Civil, essa testemunha relatou que o vigilante ainda estava vivo, embora bastante machucado, quando ela parou para socorrê-lo. O Corpo de Bombeiros prestou atendimento, mas Clenilton não resistiu e morreu ainda no local. A equipe tentou reanimá-lo, mas não conseguiu. Não há imagens do momento do acidente ou da omissão de socorro. 📱 Veja outras notícias da região no g1 Goiás. VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

FONTE: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2024/07/10/motorista-de-carro-de-luxo-dirigia-bebado-e-em-alta-velocidade-quando-matou-vigilante-que-ia-para-o-trabalho-conclui-policia.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes